Business Village

Presença executiva: saiba o que é e como melhorar a sua

Você já sentiu que tem a mesma capacidade que algum outro colega de trabalho (ou mesmo que algum outro profissional de outra empresa) mas sente que nunca é reconhecido da mesma forma? Já perdeu trabalhos ou promoções e não entendeu muito bem o porquê? E quando pediu por feedback, recebeu respostas vagas ou genéricas? Pois então esse post é para você: é possível que você precise entender melhor qual sua presença executiva e como melhorá-la.

Afinal, o que é presença executiva?

Basicamente, a presença executiva é um conjunto de qualidades e ações capaz de projetar seu trabalho e sua imagem em ambiente corporativo. Esse conjunto abrange habilidades como facilidade de se expressar com assertividade, de tomar boas decisões sob pressão, de conseguir inspirar confiança e de fazer leituras rápidas e se adaptar de acordo com o ambiente. E por que isso é importante? Segundo uma pesquisa realizada pelo Center of Innovation, em Nova York, essas características são responsáveis por 26% das razões que levam alguém a posições de chefia.

De acordo com a economista norte-americana Sylvia Ann Hewlett, que estuda o assunto e escreveu o livro ‘Presença Executiva: o elo perdido entre mérito e sucesso’, você até pode ter as experiências e qualificações para um cargo de liderança, mas isso não será o bastante se você não tiver… A tal da presença executiva! Que ela define como uma mistura de boas habilidades de comunicação (28%), aparência (5%) e gravitas – ou personalidade (nesse caso específico, ela define esse item como a habilidade de projetar confiança – 67%).

Leia também

E como melhorar a presença executiva?

Segundo ela, excelentes líderes são aqueles que têm visão – que conseguem enxergar possibilidades e comunicar isso aos outros. Justamente por isso, é necessário trabalhar nas habilidades de comunicação – bons líderes têm discurso claro, não usam recursos como Power Point como muletas, fazem contato visual, não levantam a voz e conseguem passar a mensagem que desejam de forma bem humorada, não sisuda. Muitas vezes isso vai demandar prática – treine o discurso em casa quando necessário (quando for falar para grandes grupos, por exemplo) e controle bem os sinais de ansiedade (respire fundo e confie em si mesmo).

Além disso, se você está trabalhando na sua presença executiva e deseja uma feedback de um superior ou algum colega, pergunte. Mas seja específico na demanda, de forma a evitar respostas vagas. Isso pode acontecer com todos mas,  em geral, mulheres costumam ter mais problemas nessa área, já que recebem mais feedbacks vagos. Hewlett relata que, em suas pesquisas, costuma observar que muitas mulheres relatam feedback de que estão fazendo um bom trabalho, mas não conseguem obter maiores informações. Se esse for seu caso, faça perguntas usando um exemplo específico, peça conselhos e ouça com atenção.

E, claro, o inverso também é válido – se alguém demanda a você um feedback, seja claro, honesto e preciso. Para terminar, além de refletir sobre sua presença executiva, é preciso pensar também na imagem corporativa que sua empresa passa aos potenciais clientes – manter seu site atualizado pode ajudar nisso.

Tags:, , Sem Comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *