Business Village

Você sabe o que é slow living?

De manhã, ao pegar o caminho até o trabalho, você é daquelas pessoas que aproveita o trajeto para organizar suas responsabilidades, atividades e demandas que precisam ser resolvidas até o final do dia? E, quando toca o celular, você sente um impulso para ver naquele mesmo momento qual é a mensagem que aparece no visor e não fica tranquilo até responde-la? Se você já vivenciou essas ou situações parecidas, então, provavelmente, você já deve ter escutado de alguém – e até mesmo de você – que está na hora de “pisar no freio”.

A rotina cheia e, até mesmo, as tecnologias que prendem nossos olhos e atenção às telas dos aparelhos, nos acostumaram a viver num mundo a 100km/h. Estamos sempre pensando no depois, querendo que o final de semana chegue mais rápido, que a outra pessoa termine de contar sua própria história para que você possa começar a falar, que o filme que você está adorando assistir acabe rápido para que você possa dormir 30 minutos a mais já que no dia seguinte você precisa acordar cedo, faz com que a gente esqueça de viver o presente.

Foi neste sentido que surgiu um movimento, o slow living, que faz as pessoas “desacelerarem”. Quer saber mais sobre este novo estilo de vida? Continue lendo e confira!

O slow living

Se você leu a primeira palavra e já lembrou do termo “slow food”, então você já está no caminho para entender o que queremos dizer. O movimento slow surgiu na Itália, na década de 80, junto ao movimento que contrapõe o fast food. Ele trata sobre a valorização do ato de comer, por meio do respeito a natureza, a forma de produção dos alimentos, aos responsáveis pelo cultivo, além do tempo em si que é reservado para a refeição e às pessoas que estão ao seu redor.

O slow living segue esta mesma linha: inspira uma busca por uma vida mais plena e respeitosa. É o “desacelerar”, é reservar mais tempo para o descanso, para a família e, principalmente, para nós mesmo. É um estilo de viver que prioriza a humanidade das coisas, a qualidade dos momentos compartilhados, e que estimula as pessoas a cooperarem, a respeitarem e a celebrarem.

É a possibilidade de encontrar um equilíbrio entre todas as atividades que realizamos em prol da nossa alma e do bem-estar. Mas, se você estiver pensando que este é um estilo de vida mais “preguiçoso”, você está muito enganado! As suas premissas estimulam maior planejamento, organização e atitude para a materialização destes conceitos.

Como colocar em prática

Abaixo, separamos algumas atitudes que você pode começar a implementar na sua vida para aderir ao slow living:

  1. Separe mais tempo para ter contato com o ar puro, com os animais e com as plantas;
  2. Leia um livro;
  3. Caminhe sem pressa;
  4. Priorize os momentos de silêncio;
  5. Repense sobre suas ações que estimulam o consumo exagerado;
  6. Olhe para o seu futuro;
  7. Valorize os momentos com outras pessoas, sendo mais colaborativo;
  8. Pratique o autoconhecimento.

O que achou destas dicas para tentar manter uma rotina de vida mais calma? Aproveite para conferir algumas mudanças de hábitos no dia a dia que aumentam a sua produtividade.

Tags:, , , Sem Comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *