Business Village

Para se inspirar: práticas comuns nas melhores empresas para se trabalhar

Hoje há uma série de rankings e listas elaborados por revistas ou instituições e que reúnem as ditas “melhores empresas para se trabalhar”, certo? Certo! Com uma busca no Google, é possível encontrar várias, das mais diferentes áreas e anos – em geral com fotos dos colaboradores e histórias curiosas e inspiradoras. Olhando com atenção, essas histórias podem render uma série de conselhos ou boas práticas que podem fazer da sua empresa – independente do tamanho que ela tenha – em um ótimo lugar para trabalhar.

Ambiente agradável

Para começar, é preciso que a empresa preze pelo ambiente agradável, acolhedor e favorável às inovações. Dessa forma, quem trabalha nela em geral permanece motivado – há estudos que indicam que colaboradores engajados fazem a empresa crescer e tendem também a permanecer na mesma corporação por mais tempo.

Outra característica que é derivada do bom ambiente de trabalho – e também consequência dela – é a elaboração de um bom plano de ascensão de carreira. É um fato que ninguém gosta de sentir seu trabalho desvalorizado ou que seus esforços não são notados – parte de manter os colaboradores engajados passa também por recompensar boas ideias, boas práticas e boas estratégias que ajudem a empresa a crescer e, claro, lucrar.

Logo, se sua empresa tem bons estagiários, elabore estratégias economicamente viáveis para contratá-los depois de formados. Se tem muitos profissionais júnior, dê a eles chance para evoluírem e mostrarem seu trabalho para que virem seniores.

Leia também:

Vida em equilíbrio

Uma grande parte da vida profissional se dá, realmente, no escritório – em geral 40 horas semanais para quem tem contrato CLT. Mesmo assim, ainda restam dois terços do dia para que essas pessoas descansem, convivam com amigos e família, pratiquem seus hobbies. Se você tem uma empresa, busque por práticas que ajudem a manter a vida desses profissionais em equilíbrio. Isso vai desde desencorajar horas extras quando não for algo absolutamente necessário até flexibilizar horários e licenças maternidade/paternidade.

Leia também:

Foque nos resultados, mas não esqueça do caminho

O lucro é, de fato, um dos principais objetivos da maioria das empresas. Mas que os resultados positivos e a conta azul nos balanços de final de mês sejam práticas recorrentes e sustentáveis, não esqueça das bonificações aos colaboradores. Pense em meios de redistribuir o lucro da empresa como forma de gratificação e também como objetivo de longo prazo para o crescimento geral. Afinal de contas, um colaborador que se sente reconhecido, gratificado e motivado tem mais chances de contribuir com o crescimento perene da empresa onde trabalha  invés de gastar sua energia procurando por outras oportunidades. Dessa forma, voltamos ao início desse círculo, mostrando como, realmente, há uma série de práticas interligadas por trás das empresas consideradas boas para se trabalhar.

E, se você está pensando nas práticas que fazem de uma empresa um bom lugar para se trabalhar, que tal refletir também sobre o ambiente em uma reunião – seja ela interna ou não? Aqui falamos um pouco mais sobre isso.

Tags:, , , , um Comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *